O equilíbrio dos diferentes minerais é fundamental para a saúde global do organismo.
Nutrição
Artigo em Discussão
As águas com gás têm algum efeito na função renal?
Gastrenterologia
Artigo em Discussão
Águas mineralmente gasosas no aparelho digestivo
Reumatologia
Artigo em Discussão
Minerais de referência no sistema musculoesquelético
Cardiologia
Artigo em Discussão
As águas minerais aumentam a Pressão Arterial?

Guias para uma Vida Saudável

Bem-vindo(a) ao equilíbrio mineral do organismo.

Planos Nutricionais
Conselhos Associados
Insuficiência de Minerais
Benefícios dos Minerais
Vida Activa

Para cada idade, os minerais certos

29
Fev
Classifique este artigo
(0votos)
As necessidades minerais das crianças variam de acordo com a faixa etária em que se encontram e o consequente gasto energético e necessidade de equilíbrio hídrico.1

Em idades mais activas, em que as crianças correm mais, despendem mais energia e praticam mais actividade física, a reposição mineral torna-se fundamental, muitas vezes através de uma correcta hidratação.

A concentração mineral em algumas águas pode contribuir significativamente para a reposição do equilíbrio mineral em crianças e adolescentes.2

Bebés3

A faixa etária dos 0 aos 6 meses de idade é caracterizada por um crescimento e rápido. Nesta fase, o leite materno contém todos os nutrientes essenciais ao correcto desenvolvimento do organismo. Os minerais essências até aos 12 meses são o ferro, o cálcio, o magnésio, o zinco e o sódio.

1-3 anos de idade3

As necessidades energéticas aumentam bastante nesta idade, bem como as necessidades vitamínicas. Diminuem as quantidades essenciais necessárias de cálcio, fósforo e ferro e aumentam as necessidades de todos os outros minerais à excepção do zinco.

4-6 anos de idade3

As necessidades energéticas continuam a aumentar e há maior necessidade de ingestão de proteínas, vitaminas e minerais (com excepção do ferro).

7-10 anos de idade3

É mais vincada a necessidade energética e proteica. Aumentam as necessidades de todos os minerais essenciais ao crescimento e desenvolvimento.

11-14 anos de idade3

As necessidades energéticas e proteicas aumentam em quase 50%. Perto dos 11 anos, as necessidades diárias minerais e vitamínicas começam a diferir entre rapazes e raparigas, sendo maior nos rapazes, a nível geral. Contudo, nas raparigas há uma necessidade maior de ferro nestas idades, sobretudo a partir da primeira menstruação.

15-18 anos de idade3

Rapazes: Há uma necessidade crescente de minerais como o magnésio, o potássio, o zinco, o selénio e o cobre. As necessidades de cálcio continuam bastante elevadas, uma vez que o sistema esquelético ainda se encontra em desenvolvimento.

Raparigas: regista-se um aumento na necessidade de fósforo, magnésio, potássio, cobre e selénio.

As raparigas continuam a ter uma necessidade maior de ferro do que os rapazes, mas necessitam de menores quantidades de zinco.

As necessidades de sódio, magnésio e potássio são iguais para ambos os géneros.


1. WHO: World Health Organization and Food and Agriculture Organization of the United Nations. Guidelines on food fortification with micronutrients. 2006. Edited by Lisa Allen et al.
2. Sievers, E. Nutrient minerals in drinking water: Implications for the nutrition of infants and young children. World Health Organization. 2004.
3. British Nutrition Foundation. Nutrient Requirements and Recommendations. 2004. Disponível em: http://britishnutrition.org.uk/upload/Nutritient%20Requirements%20and%20recommendations%20pdf(1).pdf

0 Comentários

Deixe o seu Comentário

Nome
 
E-Mail
   
Comentário