O equilíbrio dos diferentes minerais é fundamental para a saúde global do organismo.
Nutrição
Artigo em Discussão
As águas com gás têm algum efeito na função renal?
Gastrenterologia
Artigo em Discussão
Águas mineralmente gasosas no aparelho digestivo
Reumatologia
Artigo em Discussão
Minerais de referência no sistema musculoesquelético
Cardiologia
Artigo em Discussão
As águas minerais aumentam a Pressão Arterial?

Guias para uma Vida Saudável

Bem-vindo(a) ao equilíbrio mineral do organismo.

Planos Nutricionais
Conselhos Associados
Insuficiência de Minerais
Benefícios dos Minerais
Vida Activa

Os níveis de sódio das águas muito mineralizadas afectam a hipertensão arterial?

14
Jan
Classifique este artigo
(2votos)
Entre os diversos factores de risco para a incidência de Hipertensão Arterial encontra-se a ingestão aumentada de sal, sob forma de cloreto de sódio.1

Essa consequência leva a que frequentemente se proiba a ingestão de águas naturais gasocarbónicas com elevado teor de sódio e bicarbonato em indivíduos hipertensos, sob o pretexto de poderem ter efeitos negativos na pressão arterial destes doentes.

Contudo, é necessário salientar que a ingestão de sódio sob a forma de bicarbonato é diferente da ingestão sob a forma de cloreto, no que respeita aos efeitos na saúde cardiovascular.2 O consumo de bicarbonato de sódio, ao contrário do cloreto de sódio, não origina um aumento da pressão arterial.3

Com base nestes pressupostos, o Centro de Estudos de Medicina Baseada na Evidência (CEMBE), da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, fez uma avaliação técnico-científica dos potenciais riscos para a saúde da ingestão regular de Água das Pedras, relativamente aos seus efeitos na pressão arterial.

Na análise do estudo realizado especificamente com Água das Pedras®4, uma água natural mineral gasocarbónica com elevado teor de sódio e bicarbonato, o CEMBE conclui que a ingestão diária de 500 mL de Água das Pedras não teve qualquer efeito na pressão arterial.5




Variação da Pressão Arterial entre consumidores de Água Mineral Natural e de Água Mineral Gasocarbónica Hipersalina




Outros estudos efectuados em hipertensos e analisados pelo CEMBE, permitem concluir que as águas minerais naturais gasocarbónicas, como a Água das Pedras, não só não afectam a pressão arterial, como até beneficiam o metabolismo do cálcio (um ião importante na PA), podendo, portanto, ter efeitos benéficos em doentes hipertensos, no caso de conterem teor elevado de magnésio e cálcio.5

Concluindo, a ingestão regular de Água das Pedras® e outras águas com as mesmas características minerais, não apresenta grandes riscos em doentes normotensos ou hipertensos, podendo, em casos restritos, induzir níveis de pressão arterial ligeiramente superiores.




Referências: 1. Adrogue HJ, Madias NE. Sodium and potassium in the pathogenesis of hypertension. N Engl J Med 2007;356:1966–1978.
2. Kurtz TW, et al. "Salt-sensitive" essential hypertension in men. Is the sodium ion alone important? N Eng J Med 1987; 317:1043-8.
3. Schorr U, Distler A, Sharma AM. Effect of sodium chloride- and sodium bicarbonate.
rich mineral water on blood pressure and metabolic parameters in elderly normotensive individuals: a randomized double-blind crossover trial. J Hypertens. 1996;14:131-5.
4. Santos, A et al. Ingestão de água mineral natural gasocarbónica hipersalina e pressão arterial. Rev Port Cardiol 2010; 29 (02): 159-172.
5. CEMBE - Centro de Estudos de Medicina Baseada na Evidência da Faculdade de Medicina de Lisboa. Avaliação técnico-científica dos potenciais riscos para a saúde da ingestão regular de Água das Pedras®: Hipertensão. Maio de 2012.

0 Comentários

Deixe o seu Comentário

Nome
 
E-Mail
   
Comentário